Opinião By Junior Ferreira: Bastidores Carandaí 2016

em Cidade/Destaques/Política por

Balao-Opiniao

Com Gustavo Corrêa, disputa nas eleições ano que vem em Carandaí ganha ar de novidade

Presença do deputado indica possível racha no Grupo dos “Mandruvás”

Carandaí não é mais a mesma após o início da Operação “Transparência” da Polícia Civil. E as eleições municipais em 2016 já começam a esquentar o cenário nos bastidores.

O Deputado Gustavo Corrêa (DEM), esteve em Carandaí na última sexta dia 19/6 consolidar seu apoio político à Clairton Dutra o “Kiko” (atualmente filiado ao PHS), que foi cabo eleitoral de Gustavo Corrêa nas Eleições de 2014, além dos vereadores Naamã, Pedro Marconi e Professor Welligton Baeta, um fator novo se instala no pleito a prefeito e vereadores ano que vem. O DEM de Carandaí nas eleições de 2012 apoiou a chapa de Professor Pelé (PR), mas todos os filiados ligado ao grupo do professor Pelé já foram destituídos do partido que agora está na mão de Kiko.

A entrada de Corrêa nas eleições de Carandaí pode gerar um rompimento no Grupo dos “Mandruvás” que realizaram uma reunião no último dia 07 dizendo que as lideranças estavam unidas. Apesar de dizerem unidos, o grupo tem lideranças fortes que vislumbram a todo tempo estar no poder. Os nomes fortes do grupo para disputa para prefeito são: Dr Moacir, Kiko,  Dr Israel, Dr. Mário, Cida Baeta, os nomes de Célia da Emater e José Pedro Vitoretti também correm por fora.

Outro fator que pode vir promover uma divisão no grupo é a presença da Família Andrada, numa entrevista que Kiko me concedeu na Rádio Alternativa ano passado, explicou que seu rompimento com a família Andrada foi por não concordar com algumas situações e que os Andradas ofereceram em troca pra Carandaí sempre foi muito pouco, por isso Kiko pediu demissão do cargo que ocupava na Prefeitura de Barbacena e decidiu buscar novo apoio em BH.

Já Doutor Moacir Tostes(PSDB) é muito fiel a Tradicional família Andrada, informações de bastidores dão conta que o Deputado Lafayete Andrada (PSDB) trabalha junto à executiva estadual do PPS (23) para que não dê a legenda municipal para o Kiko e sim fique com Dr. Moacir indicando um possível rompimento. Mas especulações afirmam que o PPS (23) deverá ir para outra liderança ligada ao Deputado Estadual Antonio Jorge (PPS) – Ex-Secretário da Saúde de Minas no Governo Anastasia.  Segundo uma pessoa ligada ao deputado Kiko tinha acordo político com Antonio Jorge que não foi cumprido, por essa razão o PPS (23) não deverá compor com ele, em contato por telefone Kiko afirmou que possui bom relacionamento ainda com Antonio Jorge e o motivo do desentendimento seria uma oferta de trabalho recusada por ele. O ex-secretário de saúde teve em 2014 120 votos na cidade.

Nos bastidores ainda se falam que Dr Israel (PSC) mantem diálogos com Cor Jesus (PSDB) e Geraldo Gatinho(PRB).

Cor Jesus (PSDB) vive uma situação complicada, cumprindo o mandato de vereador  pelo partido, caso deseje compor uma chapa majoritária mesmo que venha a vice e não depender da decisão de Doutor Moacir terá que entregar o mandato para o partido e filiar em outro, a não ser que ele filia-se a um outro partido novo, ou um partido que haja fusão, neste momento não tem opções disponíveis sem que haja a entrega do mandato. Sua ligação próxima com o Deputado Federal Luiz Fernando Faria (PP) investigado na Operação Lavajato da Petrobras, pode trazer desgaste durante a campanha, além de Cor Jesus trazer rótulo popular de ter traído o grupo dos Mandruvás.

A vereadora Cida Baeta (PP) e o Vereador Naamã (PP) vive a mesma situação de Cor Jesus, porém o presidente do PP em Carandaí é o Advogado Maurício Lourenço Assessor na Câmara e o partido está na mão de Cor Jesus.

No grupo dos Canarinhos já existe um racha desde o inicio do Governo do Professor Pelé (PR), além de Vasiquinho (PSD), o Vice-Prefeito Wesley do Beto (PSD), pessoas ligadas ao empresário Luciano Oliveira (PSD) e ao seu pai Agostinho Corsino (PMDB) não participam do governo desde 2013 e não apoiariam o nome do Professor Pelé numa possível releição. Vasiquinho é o nome de Luciano para as eleições de 2016, Vasiquinho já me confidenciou que não formaria uma chapa com Kiko.Já o atual vice-prefeito Wesley do Beto pode pintar como pré-candidato há uma cadeira na Câmara Municipal.

A baixa popularidade do Professor Pelé (PR), além dos escândalos noticiados nos últimos dias envolvendo servidores de Cargo de Confiança num suposto esquema de corrupção que está sendo investigado pela Polícia Civil, abalou a imagem do seu governo, apesar do Prefeito não ser alvo das investigações e ter tomado providências, deixa o nome do Professor Pelé fragilizado para uma disputa eleitoral. Mas a ordem de seu grupo é tentar recuperar a sua imagem.

O nome de Chico Coelho da Cassintour pode ser uma alternativa, caso Professor Pelé desista de uma possível disputa ou não recupere sua imagem. Chico é visto constantemente nos projetos que estão sendo desenvolvidos por professor Pelé.

Outra conversa no papo de cafezinho seria que Dr Moacir Tostes(PSDB) estaria dialogando com o grupo de Professor Pelé (PR), estudando alguns nomes dos dois grupos para uma futura composição, foi a partir daí que surgiu o “Mandruvarinho” (01 Mandruvá mais 01 Canarinho) na mesma chapa, porém diante dos últimos fatos, as conversas podem ter esfriado.

Do lado do PT será difícil conseguir apoio como cabeça de chapa e a tendência é uma chapa puro sangue o Nome do Professor Vica atual presidente do partido e do ex-vereador Toninho Salomão que ocupa a pasta da Agricultura no Governo do Professor Pelé são os mais cotados para uma possível disputa. O partido está com imagem ruim no país, devido os escândalos nacionais e representa risco o apoio. Por outro lado, tem o governo de Minas, como fonte de convencimento na busca por votos.

Segundo informações que obtive com uma fonte de Belo Horizonte, o jornalista Rodrigo Flausino também colocou o seu nome como Pré- Candidato a Prefeito de Carandaí, ele já teria conseguido apoio de 03 legendas junto às executivas estaduais.

Quem vai conseguir mais espaço? Tudo ainda é especulação, mas alguns caminhos já se desenham. A disputa acontecerá de uma forma totalmente nova e a Lenda da Disputa Canarinhos x Mandruvás – 22 x 23 poderão deixar de existir de forma polarizada.

Outra situação que pode alterar todas as especulações é a situação jurídica de alguns nomes. Por exemplo: Dr. Moacir, Kiko, Dr. Israel,  Dr. Mário respondem a uma Ação de Improbidade Administrativa de Autoria do Ministério Público por supostas irregularidades na contratação do Grupo SIM (Instituto de Gestão Fiscal) a Ação ajuizada no valor de R$ 792.814,00 já se encontra em andamento. Segundo site do TJMG em 15 de Maio de 2015 aconteceu uma movimentação aguardando os Autos para Despacho/Decisão do Juiz titular do processo.

O link para acompanhamento do processo é:

http://www4.tjmg.jus.br/juridico/sf/proc_complemento.jsp?comrCodigo=132&numero=1&listaProcessos=10001788

A situação jurídica de Vasiquinho(PSD) que teve seu registro cassado nas eleições de 2012 também está indefinida.

Certo é que a disputa está aberta para ano que vem, com os nomes ainda a se definir. O surgimento do Deputado Gustavo Corrêa no processo é uma novidade interessante.

 

Texto Opinativo: Junior Ferreira é Radialista e apresentador do seu programa que vai ao ar pela Rádio Alternativa de Segunda a Sexta as 08:00

1 Comment

  1. O Brasil passa novamente por um período de instabilidade política, mesmo após pouco tempo das eleições presidenciais. Um argumento indicativo deste fato é a instabilidade financeira, que desestrutura o mercado e que, segundo os especialistas, deve continuar por todo este ano e seguir até 2018. Contrariamente a opinião dos experts, penso que a crise financeira que vivenciamos perdurará tão somente por este ano (2015).

    O descrédito nos governos e partidos no Brasil parece ser um fenômeno que permanece desde a transição do sistema político nacional para a democracia. Por décadas os brasileiros -eleitores-, veem com ressalvas as ações dos seus ‘representantes’ públicos. Os frequentes escândalos de corrupção em geral e de improbidade administrativa, seguramente terão contribuído e, por conseguinte, enfraquecido cada vez mais a imagem política dos partidos e candidatos, mesmo que estes sequer estejam relacionados a tais eventos.

    Ponto importante e delicado é quando o eleitor diante do cenário político atual, generaliza, associando a reputação e imagem de determinados políticos envolvidos em escândalos a determinados candidatos que fazem parte do mesmo grupo político que o corrupto integra. Penso ser equivocada a concepção de generalizar. Pois, como em todo meio, seja no mundo político, jurídico, religioso etc., há todo tipo de pessoas com os mais variados matizes de índole e caráter.

    Assim, o eleitor deve ter cautela ao analisar a conduta de determinado político fazendo com que não se tenha uma conclusão generalizada, inclusive do partido político. Como dito, há pessoas e pessoas; há políticos e políticos. Seguramente o comportamento de determinado político não significa dizer que o partido político ao qual é filiado comunga com suas condutas pessoais. A corrupção, certamente está longe de ser uma questão ideológica dos partidos políticos. Em síntese, deve-se separar o trigo do joio. Em uma linguagem mais popular e direta, o eleitor precisa distinguir o político bom do ruim.

    Importante registrar que as eleições municipais de 2016 já se aproximam. As articulações políticas já estão esquentando os bastidores. O eleitor deve ficar atento e acompanhar tal cenário, pois seu voto significa o futuro da sociedade.

    Fica a dica!

    Geovane Furtado da Costa
    Advogado

    https://www.facebook.com/geovane.furtado.5

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*