Falta de chuva já compromete produção de rosas em Barbacena

em Destaques/Região por

Segundo o 5º Distrito de Meteorologia, as chuvas que caíram em 2015 não foram suficientes para aumentar o volume dos mananciais que abastecem as cidades da Zona da Mata e Vertentes. Em Barbacena, até esta quarta-feira (28), foram 41,4% dos 263 milímetros de chuva esperados durante todo o mês de janeiro. Isso vem causando prejuízos aos produtores de flores na cidade, que só não são maiores porque eles armazenaram água durante 2014 em reservatórios subterrâneos.

Mesmo assim, a irrigação foi reduzida pela metade, causando a perda de qualidade das rosas.O agricultor Sebastião Silva nunca tinha visto um período de seca tão intenso na região. “A água da estufa cai sempre dentro da represa, e isso ajuda bastante. Qualquer chuvinha ajuda a encher”, disse.

Mesmo diante deste cenário, os responsáveis pelo sistema de abastecimento de água de Barbacena afirmam que o racionamento está descartado. No entanto, o assessor de imprensa do Serviço de Água e Saneamento (SAS) de Barbacena, Wendel Candian, explica que isso não implica em deixar de fazer o uso responsável da água. “Como em todo o Brasil, também estamos na campanha contra o desperdício de água e queremos que a população se conscientize e economize”, concluiu.

Mesmo nos dias em que o céu está nublado, o calor persiste. Por isso, toda a região é afetada. Em São João del-Rei, por exemplo, 284 milímetros de chuva eram esperados em todo o mês de janeiro, mas cerca de 90 milímetros foram registrados. A previsão para Juiz de Fora era de 299 milímetros, mas até hoje o volume de chuva só atingiu os 85 milímetros. Em Viçosa, choveu o equivalente a 76 milímetros, enquanto o esperado eram 196 milímetros. No entanto, a pior situação é a de Coronel Pacheco. Lá, dos 310 milímetros previstos, choveu apenas 48. Pouco mais de 15% do esperado

http://www.jornalprimeirapagina.com/2015/01/falta-de-chuva-ja-compromete-producao.html

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*