Seca em Minas “Carandaí entra no mapa de Cidades com iminente Colapso”

em Cidade/Destaques por

Diante da crise hídrica que vive Minas Gerais a Reportagem do Carandaí Online e da Rádio Alternativa apurou a real situação de Carandaí que foi incluída pela Copasa na última sexta-feira dia 23 como cidade em Iminência de Colapso do sistema de abastecimento de água. A inclusão de Carandaí na relação das cidades foi anunciada pelo Governador Fernando Pimentel em coletiva com a imprensa sobre a “Seca” em Minas Gerais.

Na última quarta, dia 21 de Janeiro nossa reportagem enviou um email para Assessoria de Comunicação da Copasa solicitando informações de como estava à situação do abastecimento de água na cidade, pois recebemos diversas denúncias de moradores que estavam com o abastecimento comprometido, as reclamações partiram mais dos Bairros da Ponte Chave e Crespo.

No dia 22 de Janeiro de 2014 nossa reportagem recebeu uma foto através das redes sociais de moradores que mostra a régua do reservatório do Córrego do Vau, principal manancial de abastecimento da cidade que retrata a situação crítica de Carandaí:

Foto Enviada por Internautas da Régua que Marca o Nível do Córrego do Vau
Foto Enviada por Internautas da Régua que Marca o Nível do Córrego do Vau
Foto Enviada por Internautas da Régua que Marca o Nível do Córrego do Vau. Foto Ampliada

Como podemos observar na foto a régua que indica o nível de água está abaixo do 0.

Recebemos também uma foto da represa que retira a água do córrego do Vau e leva para a Estação de Tratamento no Bairro Vila Real onde ela é tratada e distribuída pra cidade.

Barragem Córrego do Vau
Barragem Córrego do Vau

Em nota enviada a nossa reportagem a Assessoria de Comunicação da Copasa confirmou que o nível do Córrego do Vau foi reduzido devido  o período de forte calor e poucas chuvas, mas que apesar dessa redução o abastecimento na cidade está operando dentro da normalidade.

Na nota ainda a Copasa diz que está trabalhando para diminuir os impactos causados por este período atípico buscando soluções para melhor atender aos seus clientes e segue contando com a colaboração de todos os moradores de Carandaí para enfrentar este período, utilizando a água de forma consciente e evitando os desperdícios.

Na última quarta feira dia 21, a Nova Presidente da Copasa Sinara Inácio Meireles, em coletiva com a imprensa, pediu a população do estado que economizem, reduzam pelo menos 30% o consumo e não foi descartada a possibilidade de um racionamento de água.

A nossa reportagem solicitou também no email a permissão de entrada no sistema de captação do Córrego do Vau, porém não obtivemos resposta desta solicitação.

Vale ressaltar que apesar da Copasa não confirmar de forma oficial, a nossa reportagem deparou com funcionários da Copasa realizando as chamadas “Manobras” na rede de abastecimento que estão garantindo momentaneamente estabilidade no fornecimento de água em Carandaí.

1 Comment

  1. A falta de água não é só em Carandaí. Mas, em quase todo o mundo.diz os especialistas que as futuras guerras serão pela água. As autoridades devem fazer um plano para a cidade. Preservação das nascentes.arborização não só da cidade, mas, areas degradadas. ensino de meio ambiente e conservação de solo e dar ênfase para crianças comemorar o dia da árvore ; afinal, são os futuros agricultores ou moradores da cidade.Exemplo: nas regiões de Herculano pena e córrego, da tapera, as nascentes foram suprimidas por desmatamentos, poluição dos riachos e exploração de grafite. Carandaí tem como base a agricultura, acabando com as nascentes, como vamos plantar ? É aí ,que os responsáveis pela cidade entra em ação ,olhando para o futuro proativamente. Não precisa multar os agricultores, basta , colocar, ambientalistas.agrônomos e técnicos agrícolas a orientá- los em palestras e cursos de finais de semana. Tenho certeza, nenhum agricultor quer prejudicar o meio ambiente em prejuízo próprio. Quando, plantava tomate aí, jamais poderia imaginar uma falta d’ gua, que provocasse fundo preto no fruto.professor José orlando bento.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*