NÚMERO DE PRESOS EM MG CRESCEU 624% EM SETE ANOS

em Brasil/Destaques/Minas Gerais por

celacheiaO “Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil”, divulgado nesta quarta-feira (3) pela Secretaria Geral da Presidência da República, mostra a situação do sistema prisional no país. Ele foi feito em parceria pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) no Brasil.

Além de uma situação de aumento geral no número de presos no pais e, principalmente em Minas Gerais – que foi o Estado que apresentou maior aumento de sua população carcerária entre 2005 e 2012 – a publicação evidencia que esse crescimento do encarceramento foi impulsionado pela prisão de jovens, negros e de mulheres.

Os crimes que mais motivam prisões são patrimoniais e drogas, que somados atingem cerca de 70% das causas de prisões. Crimes contra a vida motivam 12% das prisões. As penas atribuídas são na maioria inferiores a 8 anos, seguidas das penas inferiores a 4 anos, sendo que uma grande quantidade dos presos tem condição provisória (isto é, ainda não foram julgados). Isto indica que o policiamento e a justiça criminal não têm foco nos crimes mais graves, mas atuam principalmente nos conflitos contra o patrimônio e nos delitos de drogas.

Minas Gerais teve um crescimento de presos muito acima do verificado no país (74%) e em outros estados. O número aumentou mais de seis vezes entre 2005 e 2012 (624%).

Principais Dados

Aumento da População Carcerária no Brasil foi de 74%; em Minas Gerais, 624%

Predominância de negros:

Existem 1,5 vezes mais negros do que brancos nos presídios brasileiros. A cada 100 mil habitantes brancos, são 191 encarcerados. Já para os negros, a proporção é de 292 a cada 100 mil.

No Brasil, aumento foi de 32% entre 2007 e 2012. Em Minas Gerais, de 105% entre 2007 e 2012

Encarceramento de jovens:

No Brasil, aumento de 26% entre 2007 e 2012; em Minas Gerais, de 88% entre 2007 e 2012

Ao todo, 12 estados brasileiros tiveram o crescimento do encarceramento de jovens acima da média nacional.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*