No retorno ao Mineirão, Cruzeiro para na marcação da Caldense e fica no empate

em Destaques/Esportes por

cruvscal12124Após dois meses, o Cruzeiro voltou a jogar no Mineirão. O reencontro, porém, não foi como esperado pela torcida celeste. A equipe empatou em 1 a 1 com a Caldense na tarde deste domingo, pela segunda rodada do Campeonato Mineiro. Willian abriu o placar para o time estrelado e Luiz Eduardo empatou para a equipe de Poços de Caldas, ambos no segundo tempo.

Com o resultado, a Raposa ocupa a terceira posição, com os mesmos quatro pontos da Caldense, que está em segundo devido ao saldo de gols – a Veterana venceu o Mamoré por 6 a 1 na estreia pelo Estadual.

O próximo adversário do Cruzeiro é o Guarani, quarta-feira (11), às 22h, na Arena do Calçado, em Nova Serrana. A Caldense enfrenta a Tombense na quinta (12), às 19h30, no Ronaldão, em Poços de Caldas.

O jogo

Minutos antes de a bola rolar, o Cruzeiro anunciou que o zagueiro Bruno Rodrigo estava vetado, pois sentia dores no ombro. Com isso, a Raposa teve duas estreias: além do lateral-esquerdo Mena, o lateral-direito Fabiano jogou pela primeira vez com a camisa azul. Isso porque ele foi improvisado na zaga, no lugar de Bruno, já que Manoel, Breno Lopes e Dedé estão no departamento médico.

Pouco ocorreu de importante no primeiro tempo. Apenas um chute perigoso de Willian, do Cruzeiro, já aos 38 minutos. Antes disso, a Raposa apostou nas jogadas pelo lado do campo, principalmente com Willian, pela esquerda, mas a boa marcação da Caldense impediu que o time celeste se aproximasse do gol. Fábio também não foi testado.

O Cruzeiro voltou do intervalo com Júlio Baptista no lugar de Judivan. Logo aos dois minutos, os mandantes balançaram a rede. Numa inversão de funções, Leandro Damião serviu Willian, que invadiu a área e tocou na saída do goleiro Rodrigo, para abrir o placar.

Mas a Veterana empatou em seguida. Aos seis, Andrezinho cobrou lateral para dentro da área, Léo não conseguiu afastar e a bola sobrou para Luiz Eduardo girar e bater no canto esquerdo de Fábio.

A Raposa continuou com dificuldades para chegar à meta alviverde. Na tentativa de mudar o panorama do jogo, o técnico Marcelo Oliveira tirou Willian Farias e colocou Joel. Aos 18 minutos, Mayke cruzou e Willian cabeceou com perigo.

Os setores defensivos prevaleceram no decorrer da partida. A Caldense bem que tentou chegar ao gol da virada. Conseguiu até um lance importante, em chute de Ewerton Maradona bem defendido por Fábio, mas não passou disso. O Cruzeiro atacou nos minutos finais e Joel chegou com perigo em cabeçada, mas mandou por cima do gol.

Cruzeiro x Caldense

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Léo, Fabiano e Mena; Willian Farias (Joel), Henrique, Marquinhos, Judivan (Júlio Baptista) e Willian; Leandro Damião. Técnico: Marcelo Oliveira

Caldense: Rodrigo; Andrezinho, Marcelinho, Plínio e Rafael Estevam; Tiago Ulisses (Diego Souza), Yuri, Nadson (Ewerton Maradona) e Tiago Azulão; Zambi e Luiz Eduardo (Cristiano). Técnico: Léo Condé

Cartão amarelo: Willian (Cruzeiro) Andrezinho e Tiago Ulisses (Caldense)

Gols: Willian, aos 2 minutos do segundo tempo; Luiz Eduardo, aos 6 do segundo tempo

Motivo: 2ª rodada do Campeonato Mineiro

Data: 8 de fevereiro de 2015, domingo, às 17h

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte

Público: 10.455 pagantes

Renda: R$ 332.580

Árbitro: Flávio Henrique C. Teixeira (CBF/FMF)

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (FIFA/FMF) e Felipe Alan Costa de Oliveira (CBF/FMF)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*