Capa / Cidade / VEREADORES DERRUBAM VETO E IMPÕEM O PRÓPRIO AUMENTO DE SALÁRIO

VEREADORES DERRUBAM VETO E IMPÕEM O PRÓPRIO AUMENTO DE SALÁRIO

A falta de noção e moralidade dos representantes  do povo carandaiense parece mesmo ter chegado a níveis nunca vistos antes na história do município. Em um momento de crise a qual os municípios brasileiros enfrentam com casos de corrupção a nível federal e corte de repasses aos fundos dos municípios, os vereadores de Carandaí derrubaram nesta Segunda-feira ( 14) o veto total ao reajuste de seus próprios salários.

Os mesmos não parecem estar conectados com a voz popular que os elegeu, que neste momento pede a redução de seus próprios salários.

EEEDurante a reunião, os meios de comunicação da cidade tornaram a ser alvo de ataques por parte de vereadores que claramente demonstram sua insatisfação com a presença de jornalistas na Câmara acompanhando e divulgando seus trabalhos ao púbico, uma vez que antes da imprensa existir no município, os atos públicos raramente chegavam ao conhecimento do povo.

Em sua palavra na Câmara, foi dito pelo presidente da casa, o vereador Geraldo Francisco, que não há nenhuma imoralidade, uma vez que a Câmara dispõe de recursos para isso e que a casa legislativa devolveu mais de um milhão de reais à Prefeitura nos últimos três anos, e ainda afirmou que não teme perder eleitores com esta ação.

Apenas dois vereadores foram contra o veto total de seus salários, demonstrando total incoerência em seus atos, uma vez que em um primeiro momento foram favoráveis ao aumento, demonstrando assim, uma tentativa desesperada de “ aparecer” para o eleitorado, uma vez que estamos em ano de eleições.

Alguns vereadores chegaram a sugerir que a Prefeitura deveria cortar parte dos cargos de confiança  para que o município possa economizar e ressaltaram que pedem apenas a correção da inflação em seus salários.

Ainda sem ouvir os clamores populares, o veto foi derrubado e os mesmos deverão ter o aumento da qual defenderam.

Após a manutenção do veto e aumento de seus salários, que incluem também o do prefeito e servidores, a reunião prosseguiu normalmente, onde vereadores sugeriam limpezas de ruas e colocação de tampas de bueiros em ruas diversas da cidade, nada  de relevante ao cidadão carandaiense.

Check Also

OPERAÇÃO ” DAMA DE ESPADAS” PRENDE CINCO PESSOAS EM CARANDAÍ

A Policia Civil de Carandaí realizou nesta Sexta (18) a operação ” Dama de espadas” …

9 comentários

  1. Não podemos esquecer que os vereadores que hoje nos representam são aqueles escolhidos pela população. Vale lembrar que, de todos os vereadores eleitos, apenas um não estava entre os mais votados, ou seja, esta legislatura realmente é uma representação majoritária, bem próxima da intenção da maioria da população, representando 34,45% do total de votos para vereador. Não dá pra afirmar que os atuais vereadores cumprem fielmente com suas propostas de campanha, mas a própria população poderá nos dizer, daqui há poucos meses, se concordam ou não com o trabalho desenvolvido pela Câmara Municipal. Dos onze vereadores eleitos, apenas quatro são estreantes no cargo, o carandaiense não pode dizer que está surpreendido com a conduta do legislativo, haja vista que a maioria dos vereadores já tiveram outras oportunidades de apresentar seu trabalho e sua postura. Portanto, acredito que devemos deixar que a POPULAÇÃO julgue seus representantes através do VOTO, que no momento da escolha, o cidadão pondere o trabalho realizado, as propostas, a fundamentação do que se propõe e a história dos candidatos. Que os carandaienses votem em quem realmente conhecem, que votem em candidatos que passem credibilidade e que não surpreendam nosso povo negativamente. Agora, caso a escolha seja pela manutenção dos atuais vereadores, é sinal que a população concorda com o reajuste salarial e com a atual conduta da casa, caso a escolha seja por aventureiros que caem de paraquedas na política e na cidade, aí também terá de pagar o preço pelo voto no escuro…

    • José orlando bento.

      caro felipe teixeira, uma boa tarde, aumentar salário no apagar das luzes e ninguém, falou nada, não houve reação. a cidade de carandai é de um povo trabalhador, mas, muito pobre. falta tudo aí. falta um centro esportivo de diversas modalidades, uma biblioteca publica informatizada para o povo e os visitantes,falta tratamento de esgoto, recolhimento seletivo do lixo. política ambiental para despoluir o rio carandai e sua bacia hidrográfica, falta arborizar a cidade, construir um centro técnico de agricultura. tirar essa rodoviária da beira do rio e construí-la em lugar seguro. contratar técnicos de educação física para ensinar nossos jovens a prática de todas modalidades de esportes. agora, aumentar salário de vereador? tenho conversado com alguns parlamentares, no sentido de apresentar uma PCE. no congresso, onde, as cidades com até 100 mil habitantes , os vereadores não tenham salários, apenas uma pequena ajuda de custo e reuniões , somente três vezes ao mês ou em caso de calamidade ou grave perturbação da ordem pública. desculpe-me alguns erros digitais, o tablet aqui no interior de esmeraldas tem pouco recurso. professor José orlando bento.um abraço fraterno aos meus conterrâneos, povo trabalhador dessa querida cidade , carandaí.

      • Infelizmente, José Orlando, pude perceber da pior maneira possível que não há, definitivamente, interesse de nossos gestores em desenvolver um sólido projeto de desenvolvimento e, quando há o empenho de alguém nesse sentido, o projeto logo é barrado. Na verdade, há interesses individuais, eleitoreiros e até mesmo questões de vaidade que emperram o desenvolvimento de Carandaí. Quando uma pessoa, até mesmo algum secretário do próprio governo, desenvolve um bom projeto, ele “ofusca” o (não) trabalho de um companheiro de gestão mais acomodado. Cito como exemplo o belíssimo trabalho desenvolvido pela secretária de esportes do município, que sempre teve suas boas pretensões frustradas pelos próprios companheiros do governo atual. Eu fui testemunha ocular de seu empenho e da forma como seus projetos foram “engavetados” pela atual gestão, lhe sobrando apenas a árdua tarefa de ser a secretária de esporte, divulgadora, mestre de cerimônias e professora de educação física de seus próprios projetos. Mas ficará às sombras o seu esforço em adquirir recursos para a reforma do ginásio poliesportivo municipal, pois os próprios companheiros procrastinaram nas atribuições que fugiam à competência da secretária de esportes – esta mulher corajosa nada contra a corrente há três anos.
        Iniciativa interessante é a implementada pelo prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB (40). Lá as ações governamentais são sempre, obrigatoriamente, multi secretariais, inibindo tanto a omissão de um ou outro setor, assim como a promoção exclusiva de um secretário. Essa ideia deveria ser adotada por nossa Carandaí.

  2. Em outubro vou esperar cada um desses vereadores na minha casa para pedirem voto, kkkkkk. So podem achar q temos cara de palhaços

  3. O “malvado” é ardiloso… apesar de tudo, temos que tomar cuidado com oportunistas que bancam os “super-heróis”! Este momento é aquele onde pessoas de má procedência ou até sem procedência alguma aparecem prometendo mudar o mundo. É tentador e atraente, mas é também fantasioso. Quem faz muita questão de dizer que é honesto, pode estar justificando sua apatia. Quem fala muito ataca loucamente seus adversários e às vezes, tira proveito de um cargo público pra bancar o “salvador da pátria”, a “caridade em pessoa” ou o “Capitão Nascimento”, pode, na verdade, estar querendo fazer uma “cortina de fumaça” para esconder muita coisa. O momento é de responsabilidade, de valorizar aqueles que são carandaienses desde seu primeiro dia de vida. Pessoas que sabemos exatamente quem são – com seus vícios e virtudes – não é momento de dividir a cidade em verde e amarelo, mas sim de unir o verde e o amarelo e dividir carandaienses de verdade de oportunistas sem história…

  4. Só espero que a população não venha a reeleger estes vereadores e pare de votar apenas porque são compadres ou amigos ou ainda parentes. Se votarem neles outra vez nunca mais poderão reclamar de nada. A propósito, sou de opinião de que em municípios de pequeno porte como Carandaí vereadores não deveriam ser remunerados. Cabe lembrar que vereador não é profissão. Se são mesmo preocupados com o bem estar da comunidade, como vivem apregoando em campanhas, o trabalho voluntario seria a melhor forma de comprovar este interesse no bem comum, do contrário estarão interessados apenas no proprio bolso. O individuo pode perfeitamente ser médico, dentista, professor, pedreiro durante a maior parte do dia e ser vereador não remunerado, como já ocorreu em tempos passados.

  5. Sugiro acessarem o site http://www.claudiawallin.com.br/…/video-na-suecia-vereadores-e-deputados-re...
    para verificarem como funciona um pais sério
    Recomendo ainda a leitura do livro Um país sem excelencias e mordomias, de Claudia Wallin

  6. Mandruvario carnamandru

    HOra de Carandaí acordar e para de eleger sempre os mesmos nomes para uma dita política, uma corja que não faz nada a não ser esvaziar os recursos da cidade, nem se quer passar uma manutenção nas estradas rurais do município que estão no último estágio de “esburacamento” e não bastasse a crise ainda tem esses ditos vereadores carregando o resto.

  7. José Orlando Bento.

    Caro povo de Carandaí. Sou nascido e criado AÍ em Carandaí e gosto muito da cidade.mudei para capital e consegui entrar para Universidade e me formar. Hoje, sinto que tenho uma dívida com Carandaí.pretendo voltar e me.candidatar ao executivo e colocar em práticas algumas políticas públicas que vi em diversos países do chamado primeiro MUNDO. Lógico, que sem nenhum interesse financeiro , Pois não preciso disso,também, não tenho ganância por DINHEIRO. Certamente, a vontade é dedicar quatro anos de minha vida a cidade de Carandaí a custo zero para a administração. Como executivo, garanto, Carandaí não PRECISA de promessas, mas de ação honesta e inteligente conheço o Brasil e sei como resolver e desenvolver Carandaí.em 1970 estive AÍ conversando com o senhor Ari Teixeira da farmácia e lá. No Colégio, onde ele administrava, o col.Sebastião patrus de Souza. Falamos muito sobre essa dificuldade de desenvolver Carandaí. a saída é : o que precisamos e como fazer.? Um abraço carinhoso no povo de carandai e em minhas professoras : dona Maria Aparecida Pinto. Dana Dalva. Rosani Mendes Anais. PROFESSOR JOSÉ ORLANDO BENTO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *