SECRETÁRIO DE SAÚDE FALA SOBRE VACINAÇÃO EM CARANDAÍ

em Cidade/Destaques por

O secretário de saúde do município de Carandaí , Denílson cunha,participou do rádio jornal “Dia a dia” na rádio Alternativa na manhã desta Terça (12) onde falou um pouco mais sobre o aumento de casos de covid que tem sido registrado em toda região e também na cidade.

De acordo com o secretário, os pacientes infectados nesta segunda onda tem apresentado um estado pior quando comparado com os registros do ano passado e todos os esforços são mantidos para que o município não tenha uma nova regressão para a onda vermelha do programa Minas consciente, porém não descartou uma regressão de onda na cidade.

O secretário tornou a pedir aos comerciantes que continuem observando as regra de higienização e frisou a taxa de ocupação dos leitos de UTI em hospitais da região que tem chegado a níveis preocupantes de ocupação.

O secretário falou também sobre o memorando assinado entre a prefeitura e o Instituto Butantan que garante 54 mil doses da vacina, lote suficiente para imunizar toda a população de Carandaí considerando as duas doses.

O secretário classificou o memorando como um “Plano B’”caso o programa de imunização do governo federal venha a atrasar e durante a entrevista revelou também que o município já se prepara para o período de vacinação tendo em estoque uma grande quantidade de seringas e agulhas.

Ainda sobre mais detalhes sobre a vacinação o secretário afirmou que a mesma deve começar com o público maior de 75 anos de idade em todas as Ubs da cidade, inclusive de zona rural e  outros pontos devem ser montados como base para a vacinação a partir do próximo dia 25.

Ele afirmou também que a vacinação ainda não deve ter suas duas etapas concluídas até o período de festas carnavalescas e por isso o carnaval em Carandaí já foi cancelado por não haver condições  sanitárias e a prefeitura pode posteriormente estudar uma nova data , quando a população tiver imunizada.

Ainda durante a entrevista, o secretário disse que acompanha de perto os estudos que comprovam a eficácia da vacina e pediu a população que procure os locais que serão indicados para se vacinar.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*