Capa / Colunistas / ” ESPAÇO DA PSICOLOGIA” …PSICÓLOGA FALA SOBRE ESTRESSE INFANTIL

” ESPAÇO DA PSICOLOGIA” …PSICÓLOGA FALA SOBRE ESTRESSE INFANTIL

ktlin

 

Nesta coluna desse informativo regional, essa semana vamos o abordar o seguinte tema: Estresse Infantil .

Talvez vocês nunca imaginariam que uma criança pode ficar estressada, mas na verdade essa patologia está presente na vida de algumas crianças que estão apresentando essa sintomatologia e ainda não foram diagnosticadas.

Podemos definir o estresse infantil como um conjunto de reações que o organismo produz, quando está exposto a contextos ou estímulos que irrite, excite, amedronte ou faça feliz. O estresse infantil é semelhante ao do adulto em vários aspectos, podendo gerar sérias consequências. Diante de eventos excitantes, irritantes, felizes, amedrontadores, ocorre um processo de adaptação da criança, nesse processo e possível verificar mudanças psicológicas, físicas e químicas no seu organismo.

A exposição da criança a um evento estressante, seja ele bom ou ruim, ela entra em estado de alerta, ocasionado à ativação do sistema nervoso. Ao mesmo tempo ocorre a ativação das glândulas supra-renais que liberam a adrenalina , preparando a criança para reações de luta e fuga, além de ocasionar mudanças nos hábitos alimentares e alterações do sono (pesadelos e insônia).

Os sintomas do estresse infantil, que assim como no adulto pode ser psicológicos, físicos ou ambos. Os efeitos psicológicos do estresse são: ansiedade, terror noturno, pesadelos, dificuldades interpessoais, introversão súbita, desâmino, insegurança, agressividade, choro excessivo, angústia, depressão, birra, medo excessivo e hipersensibilidade.

Já com relação aos sintomas físicos é possível verificar que algumas possíveis sensações físicas como dores abdominais, diarreia, tique nervoso, dor de cabeça, náusea, hiperatividade, enurese noturna, gagueira, tensão muscular, o ranger dos dentes, dificuldade para respirar e alterações no apetite.

É muito importante avaliar o nível de estresse, por meio da identificação da sintomatologia apresentada pela criança, discriminando reações físicas e psicológicas. De acordo com o quadro apresentado podemos verificar que esses conjuntos de alterações físicas e psicológicas podem ser categorizados no denominamos de fase do estresse, temos quatro fases:

Fase de Alerta ou Alarme, Fase de Defesa ou Resistência, Fase de Quase-Exaustão e a Fase de Exaustão. A fase de alerta é uma fase transitória dos stress, mas representa uma reação do organismo no momento em que a situação representa um desafio para a criança. Já na fase de resistência observa-se um excesso de fontes estressoras na vida da criança, levando a criança a gastar muita energia para enfrentar a situação. Uma das fases mais graves do estresse é a fase de quase exaustão, caracterizada pelo fato da criança não conseguir resistir aos eventos estressores e começa adoecer seja fisicamente como psicologicamente. Por fim a fase de exaustão, sendo que nessa fase é possível perceber que a criança já adoeceu fisicamente e psicologicamente desenvolvendo uma série de doenças e problemas de adaptação inclusive na escola.

Observações cínicas: Podemos destacar alguns contextos que podem desencadear o estresse como: a morte de um ente querido da família, brigas contestantes entre os pais, professores inadequados, mudança de escola, excesso de atividades, entre outros contextos.

A criança que não aprende a lidar com a tensão quase sempre pode se tornar um adulto vulnerável ao estresse, por isso é importante identificar o que está estressando a criança, diminuir a pressão. Não proteja demais a criança, porque criança muito protegida não desenvolve imunidade contra o estresse, ou seja, os níveis de estresse devem ser proporcionais à idade ao amadurecimento da criança.

Fonte : Livro “Como Enfrentar o Stress Infantil”, de Marilda Novaes Lipp e colaboradores (Editora Ícone) Em caso de dúvidas podem encaminhar suas perguntas para o email: dpsicologia.explica@gmail.com ou na minha pagina do Facebook: www.facebook.com/psicologa.kethelin

Check Also

Hospital Municipal Sant’Ana de Carandaí anuncia Processos Seletivos

Inscrições devem ser realizadas presencialmente. Há uma oportunidade para Agente de Controle de Faturamento com …

Um comentário

  1. Franciane cassia souza da Silva Santos

    Otimooo muito bom amei as informações! Que vc continue assim kethelin super profissional que Deus te abençoe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *